Manutenção preventiva: o que é e para que serve

Óleo Lubrificante: posso misturar?
6 de maio de 2014
Coleta do óleo lubrificante usado
8 de maio de 2014

Manutenção preventiva: o que é e para que serve

Olá, como combinamos anteriormente, hoje vamos falar de manutenção preventiva.

O que é Manutenção Preventiva?

Já falamos em outros posts da importância de estar atento as necessidades de seu veiculo: troca de óleo e filtros, aditivos, revisão etc e com isso chegamos a Manutenção Preventiva.

A Manutenção Preventiva é a verificação do veiculo com a finalidade de diminuir a probabilidade das falhas e a degradação do seu veiculo. Ela devera ser programada a prevenir por meio de serviços e inspeções sistemáticas basicamente de 10 componentes do veículo, ajustando, conservando, eliminando os defeitos para evitar danos e falhas. É questão de planejamento. Sim, planejamento dos reparos, controlar as datas, observar. Basicamente podemos dizer que é maneira mais econômica de manter seu veiculo em bom estado e evitar gastos ‘fora de hora’ e altos.

Por que devo realizar a Manutenção Preventiva?

A manutenção periódica é recomendada por todos os fabricantes e montadoras como obrigatória, realizar a manutenção preventiva colabora para que tudo permaneça em ordem e segurança para quando chegar na periódica você tenha conseguido evitar desgastes graves e dispendiosos.

Quais são as vantagens da Manutenção Preventiva?

  • Redução dos riscos de quebra;
  • Diminuição da degeneração natural;
  • Retardamento do envelhecimento;
  • Redução de gastos;
  • Valorização do equipamento (valoração do automóvel).

Quando apontamos ‘redução de gastos’ como uma das vantagens, é que a manutenção preventiva vai proporcionar a sua economia com peças e também no abastecimento por exemplo.

O que entra na Manutenção Preventiva?

  1. Alinhamento e Balanceamento

Tem a intenção de evitar o desgaste desmedido dos pneus. Recomenda-se alinhar e balancear a cada 10 mil quilômetros rodados (você pode também consultar o manual do fabricante) já fazendo o rodizio dos pneus.

 

 

 

  1. Sistema de Arrefecimento

Deve ser realizada a cada 30 mil quilômetros rodados. É uma limpeza realizada no radiador e reservatório do veiculo. Esse sistema é responsável pela refrigeração do motor, e estando danificado ira comprometer o funcionamento do motor.

 

 

 

  1. Velas

Pequenas mas muito notáveis e importantes para o funcionamento do motor, podem estar danificadas mesmo com o funcionamento normal. A troca deve ser feita de acordo com a data estabelecida no manual da montadora, porem você pode ter uma noção de 15 a 100 mil quilômetros rodados dependendo da marca e do fabricante.

 

 

 

 

  1. Aparelho dos freios

Essa é uma troca que deve ser feita anualmente para o fluido dos freios. Já os discos, tambores, pastilhas e outras peças devem ser revisados a cada 10 mil quilômetros.

  1. Troca de óleo

Em media a cada 10 mil quilômetros ou a cada seis meses (nas datas estabelecidas pelas montadoras) é necessário fazer a troca do óleo do veiculo, e não a realizando, pode-se ter grandes prejuízos ao motor e veiculo como um todo.

 

 

 

  1. Correia Dentada

Também conhecida como sincronizadora, precisa ser verificada somente em oficina por profissional porque é protegida por uma capa. Sobre ela é necessário verificar o manual do fabricante e seguir todas as instruções conforme modelo e montadora, porem, a previsão de troca é a cada 50 mil quilômetros.

 

 

 

  1. Filtros de ar

É um dos componentes mais baratos, fácil e rápido para dar manutenção, e a única razão para substitui-lo é que ele precisa estar 100% para que o fluxo de ar flua corretamente para o motor funcionar com melhor desempenho sem desgastar o motor. O ideal é que seja trocado anualmente, porem essa peça pode ser observada de acordo com a utilização do veiculo.

 

 

  1. Filtros de combustível

Esse é muito importante, afinal de contas é ele que evita a passagem da sujeira do tanque para o motor e por isso deve sempre estar em ótimo estado, devendo ser trocado entre 10 e 15 mil quilômetros.

 

 

 

  1. Bateria

É necessário verificar se os cabos estão limpos e bem conectados sempre, mas a indicação é que o sistema de carga e partida, alternador e bateria sejam verificados anualmente.

 

 

 

 

  1. Suspensão

Deve ser realizada a cada 30 mil quilômetros rodados. Fique sempre atento há ruídos e a falta de estabilidade em curvas.

E como já falamos outras vezes, tem alguns itens que não estão no check list da manutenção preventiva, mas que sempre devemos ficar atentos como: palhetas do para brisas, vidros, luzes de funcionamento etc.

 

 

E claro que aqui na TecLub você vai encontrar diversos produtos para contribuir na sua manutenção preventiva, clique aqui e conheça!

Gostou?

Compartilhe esse texto com os amigos!

Até a próxima.

× FALE COM A GENTE!