O que eu posso alteral no meu veículo sem estar fora da lei?

IPVA atrasado? Veja o que pode acontecer
30 de julho de 2017
Confira a diferença entre câmbio automático e manual
30 de julho de 2017

O que eu posso alteral no meu veículo sem estar fora da lei?

Hoje vamos falar de modificações e alterações no veiculo para estiliza-lo e melhorá-lo sem estar fora da lei. Muitas pessoas almejam envelopar o carro para assim conservar por mais tempo, outras pessoas querem se proteger de curiosos, e assim “por muito insulfilm”, tem gente que coloca aerofólio, ou bagageiro superior, enfim são muitas possibilidades porem hoje iremos falar do top 05 das alterações veiculares.

Basicamente as alterações que são permitidas no veiculo são:

  1. Insulfilm
  2. Modificação de rodas
  3. Suspensão e altura
  4. Lâmpadas e Faróis
  5. Cor

Para realizar uma ou todas modificações você deverá:

– Verificar a viabilidade e necessidade das modificações;

– Solicitar autorização para alteração junto ao Detran;

– Somente procurar o profissional adequado para alterar o seu veiculo de posse da autorização do Detran;

– Submeter o veiculo a vistoria no Detran após a modificação para comprovação se o mesmo está dentro das normativas;

– Pegar junto ao Detran o novo registro CSV que constará as modificações realizadas.

Então vamos lá desvendar os mistérios das alterações veiculares.

  1. Insulfilm

Esse é um item que precisa seguir a Resolução nº 254 de 26 de outubro de 2007 do Contram que diz que:

“Art. 3º A transmissão luminosa não poderá ser inferior a 75% para os vidros incolores dos pára-brisas e 70% para os pára-brisas coloridos e demais vidros indispensáveis à dirigibilidade do veículo.

  • 1º Ficam excluídos dos limites fixados no caput deste artigo os vidros que não interferem nas áreas envidraçadas indispensáveis à dirigibilidade do veículo. Para estes vidros, a transparência não poderá ser inferior a 28%.”

Para quem desrespeita essa resolução é bom estar ciente que será uma Infração conforme fala na CTB no artigo 230 “Conduzir o veículo com vidros total ou parcialmente cobertos por películas refletivas ou não, painéis decorativos ou pinturas” e com isso será penalizado com uma multa no valor de R$ 195,23 e 05 pontos na cateira afinal de contas é considerada infração grave.

  1. Lâmpadas e faróis

Muitos proprietários de veículos acham o máximo aquela super luz azul brilhante, porem é bom estar ciente que o XENON está proibido como item de modificação veicular desde 07 de junho de 2011 pela Resolução 384 do Contran, mas é fato que ela não fala sobre as lâmpadas de LED, então o mais aconselhável é procurar diretamente o Detran para submeter seu veiculo a vistoria e assim obter seguramente o CSV.

  1. Suspensão e altura

A nova liberação do Denatran torna legal o rebaixamento do veiculo em uma altura mínima de 10 cm do chão medida do ponto mais baixo do veiculo, além disso você pode conferir muito mais no nosso post “rebaixar o carro pode gerar problemas”?

  1. Modificação de rodas

Essa alteração no veiculo é regida pela Resolução nº 292 de 29 de agosto de 2008 que diz que:

“Art. 8º

Ficam proibidas:

I – A utilização de rodas/pneus que ultrapassem os limites externos dos pára-lamas do veículo;

II – O aumento ou diminuição do diâmetro externo do conjunto pneu/roda;”

E para mais detalhes você pode entender tudo no nosso post “conheça os diferentes tipos de pneus e aprenda escolher o melhor para seu carro” e claro não custa nada reler nosso post “a importância de calibrar os pneus”

  1. Cor

E por último falaremos sobre a alteração de cor, que tem chamado bastante atenção, qual mulher não viu os carros cor de rosa por aí e não desejou? Essa alteração pode acontecer até mesmo sem percebermos, por exemplo, você leva seu carro para um jateamento na intenção de valorizá-lo e a oficina decidi usar uma tinta “um pouco” diferente. Nesse caso sobre alteração de cor o que manda é a Resolução nº292 de 29 de agosto de 2008 que diz:

Art. 14 Serão consideradas alterações de cor aquelas realizadas através de pintura ou adesivamento em área superior a 50% do veículo, excluídas as áreas envidraçadas.

Art. 3º As modificações em veículos devem ser precedidas de autorização da autoridade responsável pelo registro e licenciamento.

Ou seja, se você quer realmente fazer alguma alteração em seu veiculo é bom respeitar todo cronograma e resoluções, afinal de contas, cada modificação desta custa um bom dinheiro, e se você não fizer conforme manda o figurino, correrá riscos de pagar multas altas, ter pontos de infração em sua CNH e até mesmo ter o veiculo apreendido.

Gostou do post?

Compartilhe com todos amigos e fique conectado em nosso blog porque no próximo post iremos falar sobre câmbio automático, curiosidades e tira duvidas.

 

 

FALE COM UM ATENDENTE